Autárquicas, Quintino nega peculato em Sobral de Monte Agraço

Jerónimo de Sousa, o PCP e a CDU continuam a apoiar incondicionalmente o autarca de Sobral de Monte Agraço, José Alberto Quintino, alvo de suspeitas de peculato durante a gestão autárquica que está agora a terminar.
O Sobral de Monte Agraço é uma câmara comunista desde 1979 e o actual presidente volta a candidatar-se em Outubro.
Jerónimo de Sousa marcou presença nas festas do concelho e não se coibiu de defender o camarada Quintino. “A grande diferença entre a CDU e outras forças políticas é que os seus eleitos “estão na política a pensar servir e povo e não para se servirem eles próprios”, garante o secretário-geral do PCP.
A acusação diz respeito a uma viagem que alegadamente fez com a família e amigos em veículos da câmara em 2014, e que motivou a abertura de um inquérito pelo Ministério Público. Quintino diz, no entanto, que foi uma “viagem de trabalho com empresários do concelho”.
José Alberto Quintino garante que tudo não passa de “mentiras e difamação para o denegrirem na véspera das eleições”. O autarca comunista disse aos jornalistas que ainda não foi notificado, que está “de consciência tranquila” e que continua a ter o apoio do partido.
Com o lema “provas dadas, trabalho a continuar”, a CDU procura manter o bastião comunista desde as segundas eleições autárquicas de 1979, ganhas até 2009 pelo ex-presidente, António Bogalho, também presente.
“Alguns não entendem como é possível, num pequeno concelho, a CDU manter a maioria absoluta”, realçou Jerónimo de Sousa.
O Ministério Público abriu inquérito por suspeitas de peculato contra o presidente da câmara e candidato da CDU e contra um presidente de junta de freguesia. O caso terá sido denunciado às autoridades por funcionários autárquicos.
José Alberto Quintino, 39 anos, que rejuvenesceu o executivo ao ganhar as eleições em 2013, depois de ter sido vice-presidente durante dois mandatos, pretende assim dar continuidade a esse trabalho, através da atracção de investimento ao concelho, da revisão do Plano Diretor Municipal e da construção do pavilhão multi serviços.
Nas últimas eleições, PS e a coligação PSD/CDS-PP elegeram um vereador cada, dando a maioria à CDU no executivo municipal, com três elementos eleitos.

Veja também Mais do autor

Deixe um comentário

banner