Dois detidos por fogo-posto: mulher de 76 anos e homem de 41

Já são 54 pessoas detidas pelas diversas forças policiais por suspeita de atearem fogos florestais. Nem todos correspondem ao perfil típico do incendiário: jovem, desempregado e alcoólico.

Uma mulher de 76 anos foi identificada por suspeita de um crime de incêndio florestal no concelho de Vila Nova de Paiva, informou a GNR de Viseu.
Em comunicado, a GNR revela que a identificação da idosa foi levada a cabo pelo Comando Territorial de Viseu, através do Núcleo de Protecção Ambiental de Viseu, no dia 7 de Agosto.
“No âmbito de uma investigação por incêndio, que ocorreu no passado dia 24 de Julho, em Alhais, a suspeita foi identificada como presumível autora de um incêndio florestal”, diz o comunicado.
O incêndio em questão não foi de grandes proporções, no entanto, a idosa poderá vir a ser indiciada pela autoria de outros fogos. Na zona de Alhais, Fráguas e Vila Cova à Coelheira, no concelho de Vila Nova de Paiva, tem havido um bom número de incêndios sucessivos e a GNR parece suspeitar de que esta senhora poderá estar relacionada com outros incêndios.
O caso foi entregue à Polícia Judiciária, que entretanto anunciou a detenção de um homem de 41 anos, suspeito de ter ateado um incêndio florestal em Manteigas, no distrito da Guarda.
Com a detenção deste homem, subiu para 54 o número de pessoas detidas pela autoria do crime de incêndio florestal.

Veja também Mais do autor

Deixe um comentário

banner